Mensageiros da Morte

1.7.15



Mensageiros da Morte - Marcos de Sousa
Mensageiros da Morte |  APED, 2014  |  168 páginas
O Chefe, dono da maior empresa de armamentos do mundo, passando por dificuldades financeiras, percebe que uma guerra em nível mundial é tudo que ele necessita para que seu império se recupere. Com uma rede de intrigas e compra de favores entre os altos escalões dos principais governos do mundo, o Chefe age como um fantasma, derrubando mitos, espalhando terror e derramando sangue inocente a cada passo dado. Porém, em toda grande teia, sempre há um traidor. Será que alguém terá coragem de desafiar um dos homens mais poderosos do mundo? Quantas peças desse quebra-cabeça terão de ser arrancadas para evitar o pior? Em um livro repleto de mortes e sangue, Marcos de Sousa apresenta o melhor e o pior de cada pessoa. O fim do mundo como conhecemos se aproxima e só uma questão é essencial: quantas almas você é capaz de ceifar por ganância?

O mundo está em estado de alerta após uma série de atentados terroristas que ocorreram em diversos lugares do globo, inclusive no Brasil - com a destruição de um dos principais símbolos da cidade do Rio de Janeiro, a estátua do Cristo Redentor. A autoria dos atentados é assumida por iranianos e sírios em nome do islamismo, e logo a humanidade se vê numa sangrenta guerra entre várias das maiores superpotências mundiais e o Oriente Médio. Porém, essa guerra esconde muitos interesses obscuros por trás - e eles não são apenas árabes.

Paralelamente, o recrutamento de jovens brasileiros para lutar em solo árabe transforma e liga as vidas de dois rapazes. De um lado, Enzo, ex policial do BOPE, que se alista voluntariamente após a sua vida ter virado de cabeça para baixo, rumo ao fundo do poço. Do outro lado, Thiago, o herdeiro mimado de uma das maiores empresas de exploração de petróleo, que é mandado pelo seu próprio pai para a guerra (!!!) com o propósito de que ele ganhe mais responsabilidade. Enzo e Thiago, então, por motivos diferentes, passam a integrar um grupo de elite do exército brasileiro chamado mensageiros da morte.

É nesse cenário de guerra e traições que o autor carioca Marcos de Sousa constrói toda a rede de intrigas, assassinatos e armações que embalam a narrativa. Aliás, com a trama envolvendo Oriente Médio e petróleo, fica impossível não fazer uma ligação entre Mensageiros da Morte e a guerra americana pós 11 de setembro (o próprio Marcos faz uma referência ao atentando das torres gêmeas ao colocar a data dos atentados do seu livro no mesmo dia, só que em 2016), e por mais que não seja lá a temática mais original do mundo, é bem legal ver que há autores nacionais saindo do clichê e buscando novos horizontes.

Este é o primeiro volume de uma série e o final é um grande cliffhanger, mas pelo menos nenhuma ponta fica para ser resolvida só na continuação. Quanto à estrutura, o livro tem um narrador onisciente que vai acompanhando tanto o processo de transformação dos heróis (se é que existe algum nesse livro) quanto os atos inescrupulosos que o ardiloso Chefe comete para chegar aonde ele quer chegar. Definitivamente não é uma história para se ler com um sorriso no rosto, mas sim com aquele aperto no coração porque a realidade do livro não é tão distante assim da nossa.

O único defeito de Mensageiros da Morte, pelo menos para mim, é que ele é demasiadamente curto (são só 168 páginas) quando podia explorar muito mais o conteúdo que tinha. Algumas passagens de tempo são mostradas em apenas uma frase ou mudança de capítulo e até mesmo a evolução dos personagens acaba ficando prejudicada por conta dessa narrativa mais sucinta. O Thiago, por exemplo, foi um personagem cujo processo de transformação de menino mimado e problemático para agente apaixonado e vingador eu queria ter visto com mais calma... :/

De qualquer forma, fica a dica para quem gosta de livros que saibam usar a seu favor o traço nacional, tipicamente brasileiro, e quer uma leitura rápida, por vezes intimidadora, mas que acaba revelando bastante do próprio ser humano. Ah, se você se quiser saber mais, não deixe de acessar a página do livro no Facebook! :) 

You Might Also Like

5 Bilhetes

  1. Estava procurando um livro nacional para a Maratona de Inverno. Gostei da dica!
    SUA ESTANTE
    Gatita&Cia.

    ResponderExcluir
  2. Oi Tici,
    Que resenha maravilhosa, gosto do estilo e realmente, os autores nacionais estão cada vez mais buscando novos horizontes...to adorando!

    Super leria esse livro e aliás, é um livro que acho que meu pai gostaria. Dai fico chateada, porque ele não gosta de ler haha

    Sucesso para o Marcos.
    Assim que puder - $$ haha - encomendo o meu ♥

    bjs e tenha um ótimo final de semana
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  3. Olá Pessoa, como vai você? :3

    Parabéns pelo seu blog, um conteúdo muito bom... adorei!
    Vejo que faz tudo com muito amor e dedicação!

    Gostaria de convidar a você para conhecer o meu blog, o Moda Possessiva e está rolando um sorteio lá também, de um layout TOTALMENTE PERSONALIZADO!
    Seria uma honra receber você por lá..

    Um Super Beijo...

    Att. Thays Alkmin

    http://modapossessiva.blogspot.com.br/2015/07/sorteio-layout-personalizado.html

    ResponderExcluir
  4. Ticilinda <3 A temática do livro me chamou bastante a atenção, acho que por ser uma realidade próxima, como você destacou. Achei ainda mais legal de ter essa coisa do Brasil como cenário, porque as vezes cansa sempre ler livros que as histórias se passam no exterior. É legal reconhecer os lugares e referencias. Uma pena mesmo que o potencial de alguns personagens e tramas pode ter sido perdido. Mas mesmo assim, continuo com muita vontade de ler, espero ter a oportunidade!
    Beijos, sislinda :D
    Debora.
    http://vanille-vie.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Tici, acompanho o trabalho do Marcos e visito regularmente o blog dele e da Nati. Com certeza quero conseguir um dia conhecer o trabalho dele. Pelo que ando lendo todos andam amando, e eu estou mega curiosa. Como sempre, linda e objetiva resenha ;)

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir

Copyright

Todas as fotografias e textos publicados são produzidos pela equipe do Feito Poesia, exceto quando sinalizado. Por favor, não copie nenhum deles sem a devida autorização dos autores. Todos os direitos reservados.


Seguidores