After

16.1.15



After

No original "After", escrito pela estadunidense Anna Todd, com 528 páginas e publicado no Brasil pela Paralela.

"Hardin me faz rir e chorar, gritar e surtar, mas acima de tudo faz com que eu me sinta viva." 




Theresa "Tessa" Young é uma garota de 18 anos que está vivendo as emoções de uma nova fase em sua vida: a ida para a faculdade. Tessa sempre foi comportada, sempre procurou as melhores notas, sempre seguiu rigidamente os caprichos e ordens de sua mãe e seu relacionamento com o amigo de infância Noah sempre foi respeitoso e meigo, muito mais uma amizade do que um namoro. Mas, no primeiro dia que conhece a faculdade, Tessa descobre que as coisas não vão sair do jeito que ela planejou. 

Sua colega de quarto é uma ruiva tatuada chamada Steph, dona de uma personalidade que muito difere da de Tessa e que não vê nenhum problema em convidar seus amigos para entrar no quarto sem nenhuma cerimônia. É em uma dessas visitas dos amigos de Steph que Tessa conhece Hardin. O rapaz de cara amarrada já deixou claro que a detesta, mas a cada dia e festa que passa, os dois percebem que sentem um pelo outro algo muito maior do que desprezo. 



Antes de se tornar um livro, After era uma fanfic da boyband britânica One Direction que a autora Anna Todd resolveu escrever no Wattpad e que desde então teve mais de 1 bilhão de leituras. Aí você pensa: "Nossa, 1 bilhão! Esse livro deve ser bom! A sinopse já está completamente batidinha, mas a Anna Todd deve ter reinventado o clichê e esse livro deve ser sensacional, né?!" Não mesmo.

1ª Coisa Que Você Deve Saber Sobre After: você já viu essa história antes;
2ª Coisa Que Você Deve Saber Sobre After: de semelhança com o One Direction só existe a caracterização física do Hardin, que é uma cópia mais tatuada do Harry Styles;
3ª Coisa Que Você Deve Saber Sobre After: o que provavelmente justifica as bilhares de leituras é o seu conteúdo sexual explícito.

Para crédito da editora, há um aviso de "Conteúdo Adulto" bem abaixo da sinopse na parte de trás do livro, porque mamães, papais, amigos e familiares em geral, eu não acredito que esse seja o tipo de leitura que você queira presentear a sua filha de 12/13 anos só porque ela é fã incondicional da banda. Não li "50 Tons" para fazer muitas comparações; os dois começaram como fanfics, os dois tiveram um grande público feminino. Mas em After não existe o sadomasoquismo, é apenas a narrativa de uma garota virgem que está descobrindo a sua sexualidade com o primeiro badboy que ela encontra na faculdade.

Quanto ao romance, não tem nada de novo. After até consegue apresentar umas frases mais fofas naquele estilo de vou-transformar-um-badboy-num-príncipe-encantado, mas o romance acaba sendo bem prejudicado pela dinâmica repetitiva do livro. Nas mais de 500 páginas, a história segue o mesmo ciclo: Eles estão bem - Eles brigam - Ela chora - Eles se reconciliam na cama - Eles estão bem - Eles brigam - Ela chora...
"Você não faz o meu tipo, assim como eu não faço o seu. Mas é por isso que fazemos tão bem um para o outro... somos ao mesmo tempo muito diferentes e muito parecidos. Uma vez você me disse que eu desperto o que existe de pior em você. Bom, você desperta o que existe de melhor em mim. (...) Você me faz querer namorar e querer ser uma pessoa melhor. Quero ser digno de você, que seu desejo por mim seja tão intenso quanto o meu por você." [pág. 248]
Com o crescimento dos New Adults, sei que o conteúdo sexual de After pode ser um atrativo para muita gente, ser o guilty pleasure de muita menina, mas sendo totalmente sincera, eu não recomendo. A razão disso tem um nome: Tessa. Ela é completamente manipulável e imatura, sem amor próprio, se deixa levar facilmente. Vai fazer coisas que não fazia antes (tipo beber) ou participar de jogos ridículos se a desafiarem e várias vezes a Tessa solta besteiras como "Sei que estou sendo idiota, mas não me importo." Não dá!

Talvez a graça da tetralogia seja ver o amadurecimento da personagem principal, mas esse primeiro foi muito fraco, não me conquistou para acompanhar até o fim. Com o romance prejudicado pela narrativa repetitiva e pelos tantos clichês (seja nos esteriótipos ou nos conflitos), After infelizmente acaba se resumindo apenas a sexo.

You Might Also Like

21 Bilhetes

  1. Ihhh, o livro fanfic! hahaha Eu acho que o que também fez esse livro vender bem é a razão das fãs de 1d quererem comprá-lo, por causa da questão que de era uma fanfic e bla bla bla.
    Me pareceu meio que um inception, lembrei que 50 shades era uma fanfic de twilight, se não me engano, e tem essa coisa de sexo explícito. Agora surge esse livro que era fanfic de 1d, e também tem isso (apesar de que eu ache que o livro não é centrado em sadomasoquismos, right?) hahaha.

    (momento que eu acabei de ler no post a parte que você disse exatamente isso. medo. tenho que parar com essa mania de comentar enquanto vou lendo hahaha).

    Beijos, Barth.

    http://www.girlfromoz.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Devo dizer que estava com MUITA vontade de ler o livro e isso se deve sim a todo o auê que criaram em torno da obra e seus bilhões de acessos enquanto fanfic, mas depois de ler sua resenha fiquei totalmente desanimada. Nada me incomoda mais em um livro do que um protagonista sonsa e manipulável, e Tessa parece ser exatamente esse tipo. Eu ainda vou pensar sobre ler ou não, mas uma coisa é certa, o livro não está mais no meu topo de desejados. Espero que ao menos o personagem masculino salve a história!

    Blog | Paixonites Literárias Xx

    ResponderExcluir
  3. Gostei da sua visão do livro. Realmente é algo bem repetitivo e a personagem principal é meio burrinha, digamos assim. Ainda sim, foi uma leitura que, para mim, fluiu e gostei bastante, apesar de não ser o meu gênero favorito rs. Achei que, apesar de vários clichês, os personagens foram bem desenvolvidos em suas histórias particulares.

    Beijos,
    www.destemidagarota.com

    ResponderExcluir
  4. O que eu acho lindo é a sua sinceridade!!

    ResponderExcluir
  5. Adorei sua sinceridade heim? Conheci o blog agora e já estou seguindo e apoiando só por causa disso :) Eu por acaso, apesar de algumas resenhas negativas, tenho bastante curiosidade em ler After .
    Beijo
    www.fofocas-literarias.blogspot.pt

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, Jessie! Seja bem-vinda ao Bibli! Muito obrigada pelo comentário e eu acho que se tem essa vozinha interior que fala para a gente que devemos ler tal livro mesmo que tudo pareça indicar o contrário, ouça essa voz!!! Ela já me rendeu excelentes leituras, e espero que você goste de "After"! xx

      Excluir
  6. Oiee ^^
    Sou super fã da banda, mas não comprei o livro por causa disso. Vi que algumas pessoas gostaram e fiquei curiosa para ler. Duvido que vou imaginar o Harry quando estiver lendo :/
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Tici, tudo bem?

    Bom ler outro ponto de vista! Eu li After e confesso ter ficado viciada na história, eu não conseguia parar de ler! Achei os personagens bem cativantes, de modo que eu queria toda hora estar no meio deles... Mas a história deixa sim um pouco a desejar. Eu senti uma mistura de 50 tons - a sexualidade - com Crepúsculo - o vai e vem entre o casal -, e isso me incomodou um pouco :( Espero que os próximos melhores nesse aspecto!

    Beijocas
    http://www.carolice.com/

    ResponderExcluir
  8. Vi o começo da sinopse e até pensei realmente que era uma cópia de FANGIRL (o livro da Rainbow Rowell), mas aí você disse sobre ter sido uma fanfic e tudo fez sentido.
    Eu mesma sou escritora de fanfics e uma delas gerou uma ideia para um livro futuro. Mas o que eu não entendo nessas novas escritoras que surgem do mundo fiction, é que elas criam histórias extremamente IDÊNTICAS!
    Bom, não vou julgar a escrita, a ideia ou qualquer outra coisa, porque estou baseando meu comentário na sua resenha. Mas o que eu pude ver é que o livro é o típico estilo romance mimimi de fanfic (conheço tanto sobre isso que dá náuseas). E isso, infelizmente, me faz perceber que o mundo de fanfictions está decaindo completamente!
    Não senti vontade de ler o livro, mas faz sentido.

    Bjs da Tia Ruuh.
    www.pequenaleitora.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooooi, Tia Ruuh! Eu não tinha experiência nenhuma com fanfics, "After" foi a minha primeira, mas as resenhas que eu vi de "Fangirl" também não eram tão positivas assim, então de certa forma acho que você tem um ponto! Vamos torcer para os ventos mudarem! rs E boa sorte com a ideia para o livro! xx

      Excluir
  9. Sabe o que mais amei na sua resenha? Foi no fim quando não recomendou o livro para as jovenzinhas em geral. As meninas de hoje, que estão começando a gostar de ler se encantam com os livros mais picantes e acham que podem vivenciar tudo igualzinho. É complicado, eu tenho filhos e meus filhos amam ler, eu fico de olhos nos meus livros de conteúdo mais picante...rs. Não que e seja puritana e que não vou deixá-los ler um dia, eles vão, mas no tempo certo, não adianta pular fases.
    Quando ao livro, não sei se leria, não gosto de One Direction, não é minha praia e não gosto do estilo, e mesmo sendo uma história baseada numa fanfic e não ter nadinha com a banda em si, não acho que esteja na minha lista de livros desejados do ano. De qualquer forma agradeço pela dica, eu estava querendo muito ler uma resenha sincera desse livro.
    Beijos
    Viviane
    Razão e Resenhas

    ResponderExcluir
  10. Eu gostei do livro, embora os personagens sejam completamente confusos em vários momentos e o Hardin seja odioso na maior parte dele. Ainda não consigo entender como a Tessa ficou com ele, mas eu estou curiosa para saber como que a autora vai fazer eles se acertarem depois do final.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
  11. Esse livro foi me oferecido pela editora, mas não aceitei receber para resenhar. Imaginava que seria mais ou menos isso, por isso nem quis ler.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  12. fiquei com vontade de ler só pra constatar o que você constatou.
    não sou fã de 1D, não sei nenhuma música deles, queria ver como o livro seria pra mim - mas, esses livros que começam a partir de fanfics, se teem muitos acessos, obviamente tem sexo demais, mais sexo explicito que letras. gostei de ter lido sua resenha, pelo menos assim, tenho certeza que não darei esse livro de presente para nenhuma garotinha de 12, 13, 14 anos. rsrs
    abraços.


    gabryel fellipe - quimeras mirabolantes

    ResponderExcluir
  13. Gostei muito da sua sinceridade, o diferencial de resenhar está nisso. E bem, eu nem ao menos conhecia o livro, tampouco sou fã ou gosto da banda, leria no máximo para tirar minhas próprias conclusões, rs.

    Abraços,
    http://www.revolucaonerd.com.br/

    ResponderExcluir
  14. O que me irrita na maioria dos adults e new adults não é nem o conteúdo sexual, mas essa insistência de colocarem protagonistas bobinhas, sem auto-estima, influenciáveis e com aquela mania de engrandecimento de um cara que quase é super babaca com elas. Também não tenho paciência pra levar séries de livros nesse estilo adiante não kk

    Eeee indiquei o blog pra uma tag, se quiser responder esse é o link:
    http://quenerdissealice.blogspot.com.br/2015/01/tag-7-coisas.html
    (:

    Beeijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey, Jéssica! Pois é, esse tipo de leitura tem um público certo e, se você não está dentro dele, vai achar tudo muito detestável. Muito obrigada pela indicação da TAG, vou passar lá para conferir! ;)

      Excluir
  15. Oooi,

    Aaah os clichês... Isso é tão chato. Eu sempre vejo otimos elogios para essa série, mas não tinha lido ainda, gostei MUITO da sua sinceridade, porque dai já não vou ler mesmo.
    Eu li 50 tons e gostei muito dele. E foi o unico que li com esse tema com mais sexo. Não é que não goste, mas se tornou mais do mesmo para mim, perdeu a graça.

    Obrigada pela resenha, mas não vou ler o livro :D


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  16. O que faz de um livro ser lido, em geral, tem a ver com a sinopse e posso dizer que por essa eu fiquei beeem interessada mesmo que esteja tentando diversificar os gêneros que leio, mas obrigada por me salvar dessa roubada, Tici rs Primeiro ninguém aguenta mais do mesmo, né? E quando a personagem feminina é um maria vai com as outras e o cara sempre age como um idiota ARGH e o pior é quando a trama se sustenta só pelo sexo, eu li 50 Tons e não é um livro que eu recomendaria também, porque tem uma pontinha de história, mas o resto, os 99,99%, é sexo ¬¬
    E 500 páginas e mais QUATRO livros? Eita, gente o.O
    Gostei muuito da sua resenha, mais difícil do que falar dos livros que amamos e fazer uma resenha de um que não gostamos e você levou tudo na boa e conseguiu argumentar muito bem!
    Beijooos, minha linda <3
    Debora.
    http://vanille-vie.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Caraca, se o primeiro livro já é repetitivo, imagina o restante da série? É preocupante pensar no número de meninas novinhas que irão ler por serem fãs da banda, mas dou crédito à editora por não colocar o nome da banda na capa e por colocar o aviso de conteúdo adulto no verso do livro.
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  18. Aparentemente After é bem parecido com Cinquenta Tons. Possuí uma personagem manipulável, sem amor próprio e o livro todo só trata de sexo. Não sabia que o livro era uma fanfic sobre One Direction (que eu também não gosto) então é bom já me manter afastada.
    Beijinhos

    Vidas em Preto e Branco 

    ResponderExcluir

Copyright

Todas as fotografias e textos publicados são produzidos pela equipe do Feito Poesia, exceto quando sinalizado. Por favor, não copie nenhum deles sem a devida autorização dos autores. Todos os direitos reservados.


Seguidores