Operação Big Hero

24.12.14



"Está tudo bem se chorar. Chorar é uma resposta natural à dor." 

Quem gosta de filme de animação aí?! Então se você levantou a mão, já pode comprar os ingressos para assistir Operação Big Hero, o novo filme da Disney que foi inspirado na não tão famosa série de hqs da Marvel (Big Hero 6). É a primeira vez que a Disney produz um filme de animação com heróis da Marvel e o resultado foi bem, bem promissor! Confiram:



Título original: Big Hero 6
Lançamento: 25 de dezembro de 2014
Duração: 1h42min
Diretor: Don Hall
Dubladores: Robson Kumode, Márcio Araújo, Fiorella Mattheis, Marcos Mion, Kéfera Buchmann e outros.


Sinopse: Hiro Hamada é um menino prodígio de 14 anos que mora na futuresca San Fransokyo e é viciado em robótica. Como já conseguiu a proeza de terminar a escola, Hiro passa o seu tempo ganhando dinheiro em lutas de robôs clandestinas até que seu irmão mais velho, Tadashi, tentando convencer Hiro a usar seu potencial para o bem e para os estudos avançados, decide levar o caçula para conhecer o seu laboratório na universidade em que estuda.

No passeio pelo local ultratecnológico, Hiro conhece os divertidos amigos de Tadashi e, ali, ele também é apresentado a Baymax, um robô de saúde pessoal que é o projeto no qual Tadashi estava trabalhando nos últimos meses. Impressionado com tudo que vê naquele laboratório, Hiro logo decide que precisa entrar para aquela universidade, mas para ser aprovado é necessário apresentar uma grande invenção durante a feira anual de exibições da universidade. As coisas, porém, não saem como o planejado, e Hiro, deprimido, acaba encontrando conforto justamente em Baymax, o robô inflável que parece determinado a fazê-lo se sentir melhor.



Opinião: Com tantos filmes de animação que surgem a cada ano, talvez você já tenha começado a pensar que as tramas acabam se repetindo. Relações familiares, laços de amizade, a importância de ser você mesmo etc... são assuntos recorrentes nas animações, mas, para mim (que sou incondicionalmente apaixonada por filmes de animações) não é a originalidade do tema que conta, mas sim a forma como essas pequenas lições de vida são apresentadas.

Em Operação Big Hero temos um carismático robô programado para dar assistência médica pessoal ao seu paciente quando o mesmo estiver sentindo dor. Com um sensor de escaneamento inteligente, Baymax consegue identificar escoriações, lê os níveis hormonais e procura por série de sintomas até chegar ao diagnóstico final. Um robô assim, como Tadashi diz, será útil para milhões de pessoas que estivessem sofrendo de algum mal. Só que aí vem a sacada do filme, que em sua maior parte irá focar no sentimento de perda. A dor de Hiro não é física, não é algo que se cura com sprays ou desfibriladores.


Mas ainda assim, Baymax não vai descansar enquanto não ver que Hiro está se sentindo melhor, e isso inclui assumir cada vez mais características humanas e se tornar um super-herói. É assim que o curioso, atrapalhado e brilhante robô de design inflável vai aos poucos conquistando o carisma do público. Baymax rouba a cena de verdade, mas não é só ele. O quarteto restante que dá forma ao grupo de seis novos heróis (Go Go, Honey Lemon, Wasabi e Fred) de San Fransokyo é composto por pessoas que também não sabiam nada sobre ser herói antes e que possuem características tão marcantes quanto diversas.

Isso garante os momentos de diversão do filme, para os pequenos e para os grandes. Não é um filme demasiadamente infantil, mas algumas partes do roteiro têm um toque de previsibilidade e outras se apoiam no clichê, o já conhecido jeito Disney de ser. De verdade, isso não me incomodou, até porque não foram muitas cenas. Por outro lado, foi notável a preocupação dos criadores com o visual e com a trilha sonora. A futuresca San Fransokyo, que como o próprio nome já sugere é uma mistura de São Francisco + Tokyo, parece quase real; Baymax parece quase real, dá vontade de abraçar só de olhar; e Fall Out Boy canta "Immortals", single ritmado do filme (ouça aqui).


"I cannot deactivate until you say that you are satisfied with your care."

Operação Big Hero também emociona e pode levar muitos espectadores ao choro (chorei, sim, me julguem) mas não é nada que irá traumatizar os baixinhos. Adorei o filme, de verdade. Saí apaixonada por todos os personagens e foi um grande passo para o sucesso dessa parceria Disney/Marvel. A dublagem está bem legal, principalmente a voz do Baymax com seu toque metálico, mas me irrita às vezes as mudanças da tradução. A frase embaixo do trailer foi traduzida na versão dublada para "Não posso ser desativado enquanto você não disser que está se sentindo melhor." e, na boa, numa cena em particular, a versão em inglês tem um peso emocional muito mais forte. De qualquer jeito, dublado, legendado ou original, vá ver o filme! xD

Aviso: Como toda produção cinematográfica envolvendo a Marvel, Operação Big Hero tem uma cena pós-crédito bem emblemática e que faz referência a uma das figuras mais fundamentais do estúdio. Não percam!

You Might Also Like

10 Bilhetes

  1. Oii, amo filmes de animação, estou louca para ver esse!
    Beijosss
    estantedorefugio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem?
    Eu amoooo filmes de animação e faz algum tempinho que tenho ouvido falar deste filme, mas até agora não sabia sobre o que se tratava!
    Achei bem interessante o filme focar no sentimento de perda!
    Então quer dizer que esse filme faz chorar? Já estou meio acostumada a chorar em filmes de animação, "Up, Altas Aventuras" é um exemplo, choro no começo, meio e fim!
    Adorei a postagem!
    Feliz Natal!
    Beijos... Samantha Culceag.
    Só pra Menores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Up" Também chorei com ele </3 É bem nesse estilo mesmo, a Pixar está muito presente em 'Operação Big Hero" no que se refere a fazer o público se emocionar!

      Excluir
  3. Oiee ^^
    Vi esse filme em cartaz, mas não tinha ficado nem um pouco curiosa para vê-lo, até ler a sua resenha. Para ser sincera, não fazia a mínima ideia do que se tratava...haha' adoro animações, vou tentar assistir :)
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Tici, sua linda, tudo bem???
    Como é que irei lhe julgar se eu sou uma manteiga derretida??? Eu choro muito fácil, risos...
    Eu adoro animações, principalmente porque cada uma delas traz uma lição. Eu não conhecia essa, mas depois dos comentários na sua resenha, não irei perdê-la!!!!!
    Feliz Natal para você e sua família!!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Não sou muito fã de animações, mas gostei da dica e vou repassar para amigos que sei que gostam. Feliz natal!

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  6. To doida pra ver esse desenho, Tici, mas sinceramente nem sei se vou mais no cinema esse ano, hahaha. Mas, amei essa nova jogada da disney, VAI TER marvel/disney nas animações sim, e se reclamarem, vai ter mais!
    Beijos da Barth e um Feliz Natal (again)

    pequenaleitora.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Ticilinda <3

    Esse filme deve ser muito amor! Fiquei surpresa e animada em saber que tu chorou hahaha Ah, como eu amo animações. Sou mais DC do que Marvel, mas mesmo assim adorei a parceria da Disney com eles. Aqui ainda não lançou, mas vou ficar aguardando ansiosamente!

    Beijos
    http://www.carolice.com/

    ResponderExcluir
  8. Tici eu também adoro animações, mas sinto vergonha de dizer que não assisti lá muitas :( Meta para 2015: ver mais animações! Começando, quem sabe, por essa. Sua resenha está ótima *-* e sou muuuito fã da Marvel e Disney, então imagina as duas juntas, né? Só poderia ser sucesso mesmo!
    Super interessante o diferencial desse filme e quem não chora nesses filmes lindinhos não é humano mesmo, eu me derreto sempre hahaha
    Beijos!
    Debora.
    http://vanille-vie.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá, Tici.
    Eu também sou viciada em animações e concordo quando você diz que o que realmente nos ganha não é a diversidade das lições (até porque é complicado ter uma lição diferente para cada filmes de animação), mas sim a forma que elas se apresentam. Fiquei curiosa, quero ver o filme e chorar que nem você!
    Beijos.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir

Copyright

Todas as fotografias e textos publicados são produzidos pela equipe do Feito Poesia, exceto quando sinalizado. Por favor, não copie nenhum deles sem a devida autorização dos autores. Todos os direitos reservados.


Seguidores