[Resenha] Quem É Você, Alasca?

23.1.14


No original "Looking for Alaska", escrito pelo estadunidense John Green, 
com 229 páginas e publicado no Brasil pela WMF Martins Fontes

"Imaginar o futuro é uma espécie de nostalgia."



Miles Halter está à procura de um Grande Talvez (François Rabelais, últimas palavras: "Saio em busca de um Grande Talvez"). O rapaz magricela e fascinado por últimas palavras deixa a Flórida para estudar num internato no Alabama e está certo de que encontrará seu Grande Talvez lá. E encontra.

O nome do Grande Talvez é Alasca Young, uma menina impulsiva, bela e misteriosa, que quer descobrir como sair do labirinto (Simón Bolivar, últimas palavras: "Como sairei deste labirinto?"). Mas não é apenas Alasca que Miles encontra em sua nova jornada. Ele também encontra o primeiro beijo, o primeiro amigo e as primeiras aventuras impetuosas. Em meio a tanta imprudência, porém, algo inesperado acontece, fazendo com que o Grande Talvez de Miles siga um rumo que ele jamais poderia imaginar.



Em Quem É Você, Alasca?, primeiro romance do badalado autor John Green, estão presentes várias características marcantes já vistas em A Culpa É Das Estrelas, como o eu fúnebre ou solitário das personagens principais e as reflexões psicológicas sobre a vida, morte e adolescência, tais como: 

"Mas que diabos significa 'instantâneo'? Nada é instantâneo. Arroz instantâneo leva cinco minutos, pudim instantâneo uma hora. Duvido que um instante de dor intensa pareça instantâneo." [pág. 150] 

"Se pararmos de desejar que as coisas perdurem, não iremos sofrer quando elas desmoronarem." [pág. 201]

"Vocês fumam para saborear. Eu fumo para morrer." [pág. 45]



O livro é dividido em duas partes: Antes e Depois. O Antes me lembrou um pouco As Vantagens de Ser Invisível, no melhor estilo garoto-nada encontra garota-tudo e se apaixona por ela. Mas a semelhança para por aí. Sério. Esse começo eu achei meio parado, mas me odeio por dizer isso Quem É Você, Alasca? ganha impulso e adrenalina no Depois. É a partir do Depois que o livro deixa de ser apenas mais uma narração do cotidiano de adolescentes para entrar naquele campo das reflexões que geralmente transformam um livro no livro.  

Se a vida já é um grande talvez, a morte então... John Green soube explorar isso muito bem e admiro a forma como ele quebra o paradigma do felizes-para-sempre para mostrar que uma pessoa é, na verdade, feita de felizes-para-sempre's quebrados. E é você quem determina se esses mesmos felizes-para-sempre's quebrados vão te piorar ou melhorar. Quem É Você, Alasca? mostra os dois lados. Enfim, achei o livro ótimo. Teve uma bela lição, e de brinde, o final ainda te deixa com um Grande Talvez na cabeça. 

You Might Also Like

21 Bilhetes

  1. Esse é um dos meus livros favoritos, adorei sua resenha.

    http://pag394.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Carolina! Para mim "Quem é você, Alasca?" é o melhor do John Green até agora! :D

      Excluir
  2. Minha amiga tinha lido e dito que era ruim, então eu não liguei muito para o livro. Mas depois da sua resenha, dessas frases; eu realmente me interessei pelo livro. Ele parece muito bom! Vou ler com certeza!
    Parabéns pela resenha, eu adorei!
    http://coisasdegabiz.blogspot.com.br/
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, Gabi, obrigada! Acho que a maioria das pessoas que achou ruim deve ter sido porque comparou com "A Culpa É Das Estrelas" ou esperava algo parecido. ACEDS é todo romântico, tem toda aquela coisa Hazel/Gus/Okay, e QEVA já é mais pro drama, se é que se pode dizer assim, é um livro mais para se refletir, não somente para passar o tempo :)

      Excluir
    2. É verdade, as pessoas que leem os outros livros do John sempre compara com ACEDE. Mas, esse parece ser melhor, eu acho. Com certeza vou ler.
      Beijos!

      Excluir
    3. Leia, sim! xD Depois me diz o que achou!

      Excluir
  3. E agora, o que fazer com essa resenha maravilhosa que me deu um tapa na cara do tipo: "leia logo esse livro"? Sério, como controlar minha vontade de ir agora e pegar esse livro para ontem? <3
    Pena que eu não tenho tempo para fazer isso agora. :(
    Mas John Green ainda vai arrasar meu ano, tenho certeza! <3

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahaha, Luara, John Green arrasa qualquer um! Espero que consiga o livro logo, vale muito a pena ler, mesmo que você acabe não gostando! Beijos!

      Excluir
  4. Oi Tici (posso te chamar assim, é que não gosto de nomes completos)!
    AH, eu quero ler!
    Só gostei de um livro do John que foi Cidades de Papel, sei que todos amam ACEDE mais isso é bem clichê, não vi nada demais no livro, ele é bom, mas o sucesso só foi por conta da divulgação.
    Mas Quem é Você Alasca deve ser bom mesmo, tipo: Deve ser bom MESMO.
    Mas prefiro a outra capa, ela é mais bonita...
    Amei a resenha e cai dura no chão de tanto rir com essa frase: "Mas que diabos significa 'instantâneo'? Nada é instantâneo. Arroz instantâneo leva cinco minutos, pudim instantâneo uma hora. Duvido que um instante de dor intensa pareça instantâneo." [pág. 150] Kkkkkk.
    Tem post novo lá no Blog, confere lá:
    umavidachamadalivros.blogspot.com
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode chamar de Tici, sim, até prefiro. Sempre acho que estou levando uma bronca quando me chamam pelo nome completo rsrs

      Ah, então você vai realmente curtir "QEVA" porque eu achei na mesma linha de "CDP", e os dois destoam significativamente de "ACEDE", que eu também não achei lá essa coisa toda :x

      Obrigada! Eu tbm morri de rir com essa frase, e olha que ela aparece nas partes tensas do livro, então foi bem relaxante rir um pouco. Vou conferir seu novo post, sim! Beijos!

      Excluir
    2. O.K, quando li ACEDE achei que era PERFEITO pois todo mundo amava mais quando li nem achei essa coca-cola toda...
      Enfim...
      Respondi lá seu comentário no Blog:
      http://umavidachamadalivros.blogspot.com.br/2014/01/mr-darcys-diary-amanda-grange.html
      Beijos!

      Excluir
  5. Acho que vou gostar bastante depois desses comentários. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai, sim! É só não tentar comparar com "A Culpa É Das Estrelas" pq são duas histórias bem diferentes :D

      Excluir
  6. Acho que John Green nunca irá fazer um livro tão bom quanto “A Culpa é das Estrelas”, aquele livro é sensacional, divertido, mas também melancólico, uma leitura rápida e gostosa, que me prendeu na primeira página até a última, diferente de “Quem é você Alasca?”, as primeiras páginas, achei uma leitura cansativa e não tão atrativa assim, mas como era uma obra do John Green resolvi dá uma chance esperando que ele finalmente fizesse sua mágica… E acabou dando certo. Eu sofri, chorei, ri, senti raiva… Tudo o que um bom livro deve fazer com seu leitor para considerar que o autor tem o dom da escrita.

    Blog: http://worldbehindmywall.fanzoom.net/
    Twitter: https://twitter.com/Blog_WBMW

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também achei as primeiras páginas de "Quem é você, Alasca?" meio paradinhas, mas o Green arrebentou no final! *-* Mas estou torcendo para que ele sempre se supere nos seus próximos livros!! ♥

      Excluir
  7. Quero muito ler esse livro, apesar de já ter lido várias resenhas dizendo que não é tão bom assim.. Acho que dizem isso por comparar um pouco com A Culpa é das Estrelas, não sei. Não vejo a hora de tê-lo!
    Ah, a continuação do post sobre Gêneros Literários demorou, mas saiu ontem! Aqui está o link: http://frases-perdidas.blogspot.com.br/2014/05/generos-literarios-2.html Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, Gabi! Muita gente comparou e os dois não tem nada a ver um com o outro, só dá mesmo para saber que foi o Green que escreveu porque ele tem aquele campo das reflexões filosóficas que tem em ACEDE também! Mas QEVA é muito mais denso!
      Obaa, vou passar lá agora! Beijos, Gabi!

      Excluir
  8. Oi Tici, por enquanto li apenas A Culpa é das Estrelas, e achei fantástico. Fiquei com vontade de ler Quem é você, Alasca? Muito legal sua resenha.
    Se possível, dê uma passadinha no meu blog albumdeleitura.blogspot.com.br
    E siga se gostar (ele ainda é bem recente)
    Já estou te seguindo.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Milena! Passo e sigo, sim! :D
      xx

      Excluir
  9. Oiee ^^
    Comecei esse livro há algum tempo, mas como é pdf acabei empacando já no começo, e não consigo sair do lugar. Já vi muita gente falando super bem da história, e é por isso que continuo tentando terminar o livro...kkk' quem sabe não encontro meu Grande Talvez nele...
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Eu gostei muito do livro . O jeito do Miles de gostar de de biografias e ultimas palavras me cativou muito . A alasca com esse nome bem diferente , me identifiquei com ela pelo jeito impulsivo de ser l. ii o coronel ahh esse ai foi o meu preferido

    ResponderExcluir

Copyright

Todas as fotografias e textos publicados são produzidos pela equipe do Feito Poesia, exceto quando sinalizado. Por favor, não copie nenhum deles sem a devida autorização dos autores. Todos os direitos reservados.


Seguidores