[Resenha] Como Treinar o Seu Dragão

13.1.14


No original "How to train your dragon", escrito pela britânica Cressida Cowell, 
com 224 páginas e publicado no Brasil pela Intrínseca

"Sentir medo é diferente de ser covarde."



Soluço Spantosicus Strondus Terceiro é um viking da Ilha de Berk e herdeiro da tribo dos Hooligans Cabeludos. Por isso mesmo, o garoto carrega a grande responsabilidade e pressão de ser tão heróico quanto seu pai. O problema é que Soluço não é o melhor exemplo de herói, não chega nem a ser o melhor exemplo de um viking. Magrinho e sardento, ele precisa passar pelo Teste de Iniciação em Captura de Dragões, que consiste em capturar um dragão, treiná-lo e, no Dia de Thor, mostrar a todos que o seu treinamento imposto ao dragão capturado lhe garantiu o controle e a obediência da fera. Parece fácil?  Não mesmo para Soluço.

Durante a captura do dragão, porém, algo estranho acontece. O garoto sente a presença de um dragão mesmo na escuridão e tem a certeza de que aquele é o SEU dragão. E apanha a fera, colocando-a na cesta sem ver que tipo de dragão que pegou. 



“... parece até destino, essa história de você ter sentido a presença do dragão daquele jeito. Como se fosse mesmo para ser assim. Você pode estar com um tipo de dragão mágico em sua cesta. Algo que faça o Pesadelo Monstruoso parecer só uma rã voadora! Afinal, você é filho e herdeiro do Chefe Stoico, e já está na hora de o Destino dar um sinal de seu futuro.” [pág. 49]



Mas o que o destino reservou a Soluço foi apenas um dragão banguela e extraordinariamente pequeno. *BA DUM TSS* E é aqui que você que assistiu ao lindo filme homônimo da DreamWorks provavelmente vai perceber, se é que já não percebeu antes, que a história do filme é bem diferente da história do livro.   

Como Treinar o Seu Dragão é o primeiro volume de uma série de doze livros e é um daqueles livros infantis que-adulto-também-pode-ler para se devorar em um dia. Com um humor delicado e levemente sarcástico, Cressida Cowell brinca com estereótipos e constrói personagens encantadoras como Banguela, por exemplo.  Como um dragão, Banguela deveria ser assustador e perigoso, mas a única coisa de assustadora que tem é a sua teimosia. E são esses comportamentos destoantes entre aparência e personalidade das personagens, aliados às ilustrações internas do livro, que garantem boas risadas ou sorrisos de canto durante toda a leitura. É bastante improvável que os pequenos - e também os grandes, por que não? - resistam à amizade de Banguela e Soluço. 

You Might Also Like

11 Bilhetes

  1. Aw, quanto amor em uma resenha só!

    ResponderExcluir
  2. Tá esse comentário em cima sou eu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HUSHAHSUAHSUAHSA <3 Que bom que gostou da resenha, Gabs!

      Excluir
  3. Eu amei este livro também, é um livro para ser lido e saboreado. É muito divertido e relaxante.

    http://momentoliterario1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siim, é uma gracinha de livro! <3 Obrigada pela visita, Jonathan!

      Excluir
  4. Respostas
    1. WHAT? Veja! O filme é imperdível e o segundo está para estrear esse ano *-*

      Excluir
  5. Olá Ticiane, indiquei seu blog numa tag http://coisasdegabiz.blogspot.com.br/2014/01/selo-liebster-award.html
    Confira!
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Estou louca para ler esse livro. O filme é tão perfeito...
    E o segundo tá vindo, né? Mas quero ler o livro antes de assistir, haha
    Gostei muito da sua resenha, muito lindo o seu blog.
    Beijos,
    http://monomaniacas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O filme é maravilhoso, mas tem pouco a ver com o livro. São quase duas histórias completamente diferentes hehehe O segundo estreia no meio do ano, mal posso esperar! *-*
      Seu blog também é uma graça, Flávia. Vou acompanhá-lo! Beijos.

      Excluir

Copyright

Todas as fotografias e textos publicados são produzidos pela equipe do Feito Poesia, exceto quando sinalizado. Por favor, não copie nenhum deles sem a devida autorização dos autores. Todos os direitos reservados.


Seguidores